quinta-feira, 24 de maio de 2012

O ÚLTIMO SACRIFÍCIO

   
        Hoje quero falar um pouco sobre até que ponto o sacrifício de Jesus foi eficaz. Ultimamente tenho ouvido muitos pastores pedindo para que o povo traga seu sacrifício no altar, ou seja, acho que estão confundindo oferta com sacrifícios, e pior mostrando que através do sacrifício Deus nos abençoa. Como isto vem me soando mal nos ouvidos, resolvi buscar na bíblia, e ver se realmente é isto que Cristo nos ensinou, ou mais uma vez estão inventando moda.
         Ultimamente quando um pastor quer arrecadar dinheiro da igreja, tem-se usado o seguinte apelo: “Irmãos vocês que querem ver Deus agir em sua vida, vocês que querem prosperar, tragam um oferta de sacrifício, mas não qualquer oferta, tem ser seu sacrifício, pois no momento que você sacrifica Deus abençoa”. Eles usam bons argumentos para fazer seu apelo, citam o exemplo de Caim e Abel, o qual o primeiro deu da sobra e segundo do melhor que tinha, citam o clássico exemplo de Abraão, quando levou seu filho Isaque para sacrificar, citam Gideão, Elias no monte Carmelo, Salomão, e por aí vai no antigo testamento. Usam estes exemplos para mostrar que sempre Deus agia depois do sacrifício. Veja o que diz Hebreus: 9: 11-15:
          
          Mas Cristo, tendo vindo como sumo sacerdote dos bens já realizados, por meio do maior e mais perfeito tabernáculo (não feito por mãos, isto é, não desta criação), e não pelo sangue de bodes e novilhos, mas por seu próprio sangue, entrou uma vez por todas no santo lugar, havendo obtido uma eterna redenção. Porque, se a aspersão do sangue de bodes e de touros, e das cinzas duma novilha santifica os contaminados, quanto à purificação da carne, quanto mais o sangue de Cristo, que pelo Espírito eterno se ofereceu a si mesmo imaculado a Deus, purificará das obras mortas a vossa consciência, para servirdes ao Deus vivo? E por isso é mediador de um novo pacto, para que, intervindo a morte para remissão das transgressões cometidas debaixo do primeiro pacto, os chamados recebam a promessa da herança eterna.
        Jesus já sacrificou por nós, Jesus já pagou o preço por nós. Por que as pessoas do antigo testamento sacrificavam tanto? Por que era o modo de eles permanecerem vivos, pois Deus não poderia chagar perto deles por causa do pecado, então os holocaustos eram oferecidos a Deus como forma de oferta para que fossem encontrados dignos de chegar à presença de Deus. Então como um pastor pode me dizer em cima de um púlpito para o povo trazer dinheiro na igreja como sacrifício, para que Deus possa se apresentar e manifestar seu poder? E eu já ouvi alguém dizer isso, e claro sempre usando como base os sacrifícios do antigo testamento. Certa vez usaram o exemplo de Salomão, o qual Deus lhe concedeu, sabedoria, conhecimento, e muitas riquezas, mas antes disso ele havia oferecido sacrifícios ao Senhor. Ao citar o exemplo, mostrou para as pessoas que Deus só aparece depois do sacrifício, conclusão traga sua oferta de sacrifício na igreja.
          Bom eu queria saber por que Jesus morreu na cruz? Só está faltando alguém fazer o apelo de quem quer aceitar Jesus, e entregar um envelope para estas pessoas que aceitaram, mandando trazer uma oferta para que ele possa ser abençoada. Falando em oferta vamos ver o que a bíblia fala sobre oferta:
“Porque, se há prontidão de vontade, é aceitável segundo o que alguém tem, e não segundo o que não tem. Pois digo isto não para que haja alívio para outros e aperto para vós,” (II Coríntios 8: 12-13)
“Mas digo isto: Aquele que semeia pouco, pouco também ceifará; e aquele que semeia em abundância, em abundância também ceifará, Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, nem por constrangimento; porque Deus ama ao que dá com alegria.
 E Deus é poderoso para fazer abundar em vós toda a graça, a fim de que, tendo sempre, em tudo, toda a suficiência, abundeis em toda boa obra; conforme está escrito: Espalhou, deu aos pobres; a sua justiça permanece para sempre.” (II Corintios  9: 6-9)
         Bom primeiro Paulo já ensina que uma oferta tem ser com prontidão de vontade, com amor, e segundo o que se tem, e não segundo o que não tem, pois não pra ninguém ficar com a corda no pescoço para poder ajudar outros, mas sim que haja igualdade. O que temos visto hoje são pastores mandando o povo ofertar algo que faça falta, o que faz com que as pessoas deem mais do que podem, por medo de não ser abençoada. Depois Paulo ensina a lei da semeadura: Aquele que semeia bastante colhe bastante, e quem semeia pouco colhe pouco. Perfeito. Mas ele deixa uma alerta, cada um contribua segundo propôs no coração, não com tristeza e nem por constrangimento, porque Deus ama quem da com alegria. Essa dica eu acho que os pastores não leem. A maioria das pessoas que ofertam a igreja é com tristeza e por constrangimento. Vocês já viram aqueles pastores campanheiro, ele não entrega o envelope na mão, ele deixa que aqueles que desejarem pegar que pegeum, pois não vai obrigar a ninguém a pegar, mas avisam que pegue apenas aqueles que querem uma unção diferente, que querem receber algo diferente de Deus, apenas aqueles que têm fé mesmo, e dão o recado: “Se você não quer pegar o problema é seu”. Pô o povo fica naquela né, “Se eu não ir é porque não tenho fé e não quero algo novo de Deus. Sem falar quando não dão  valores  que tem que ser doado. Paulo deixa bem claro, Deus ama quem oferta com alegria. Se você está dando 1 milhão de reais, ou 1 real, mas esta dando com alegria, com amor e prontidão de vontade, e não porque alguém constrangeu você a dar, com certeza Deus está recebendo, e vai abençoar sua vida, pois Paulo afirma que “Deus é poderoso para fazer abundar em vós toda a graça, a fim de que, tendo sempre, em tudo, toda a suficiência, abundeis em toda boa obra”. Mas se você está trazendo algo por que se sentiu constrangido, ou sem muita vontade, não interessa o valor, pois Deus não está recebendo.
         Não estou escrevendo isso para dizer que é errado ofertar na igreja, ao contrário afirmo e digo que até impossível um verdadeiro Cristão viver uma vida sem ter um coração generoso para com a obra de Deus. Mas que não venha querer fazer de oferta sacrifício pra atrair a presença de Deus. Oferta é dada com amor e prontidão, e Deus vendo isso retribui ao coração generoso. SÁCRIFICIO não precisa mais, o último foi Jesus, e foi suficiente, não há mais o que sacrificar. Você quer atrair a presença de Deus? Quer ser abençoado? Aceite o sacrifício de Jesus, e obedeça a sua palavra. Aliás, hoje em dia se coloca as ofertas num patamar superior dentro da igreja, ou seja, pode estar tendo uma vida toda errada, sem comprometimento com Deus, mas se estiver dando uma oferta graúda pra igreja, está tudo legal. A oferta atrai as benção de Deus sim, mas se não tiver uma vida em conformidade com a palavra, não adianta nada. Em campanha de prosperidade, o que não sou nada contra, pois creio que Deus prospera, sustentam toda a benção na oferta, no “sacrifício”, e esquecem de ensinar o resto da palavra. Tem muita gente que não prospera não é porque esta dando pouco para igreja, é porque está com a vida toda enrolada e errada. A bíblia fala em provérbios que aquele que encobre os pecados não prosperará (Provérbios 28: 13). Então se não andar uma vida direita, pode dar tudo o que tem que nada resolve. Vai ter muita gente acho que vai pro inferno porque pensou que por estar sempre dando dinheiro na igreja e ajudando os outros, Deus ia quebrar um galho. O único sacrifício que te leva pra perto de Deus, é o sacrifício de Jesus.
           Por isso meu querido, minha querida, não há mais o que sacrificar. Se você quer ajudar a obra de Deus, vá em frente, mas faça isso por amor, com prontidão e não por constrangimento. Deus sabe no meu coração e de várias vezes que ofertei na igreja em outros ministérios, ajudei outras pessoas, e muitas vezes nem o próprio favorecido sabe que fui eu que ajudei. Muitas vezes não foi ninguém que me pediu, e nem por causa de campanha. Simplesmente o Espirito Santo colocou no meu coração o valor e para quem, e assim o fiz, e Deus sempre me retribuiu, pois ele via que fazia por amor e com alegria e prontidão. Claro que toda oferta que você dá, muitas vezes você está abrindo mão de outra coisa, mas sempre coloco minhas oferta como amor e não como um  sacrifício que está me consumindo, pois eu não queria fazer. É com amor e com alegria. E tem mais uma que eu não posso deixar passar. Oferta não é só dinheiro não, tem gente que doa seu tempo na igreja, às vezes ficam horas na igreja ajudando em algo e não recebe nado por isso, nem a inscrição do evento quando este é o caso. Numa campanha nunca ouvi alguém pedir para que deem uma oferta em alguma instituição, ou que tragam um alimento para a igreja fazer uma doação. Existem muitos modos de ofertamos a Deus. Mas lembre-se, sacrifício? O de Jesus é mais que suficiente. Estamos na graça!

2 comentários:

  1. Era isso que precisava ouvir!
    Seja abençoado, Maicon! Valiosíssimo seu póster!
    Abraços.

    ResponderExcluir
  2. parabens!maicon estacompletamente dentro da palavra de Deus as pessoas levam a palavra de Deus no segundo sentido e se deixam levar pelas mentiras inventadas distorcendo a verdade p/ o seu proprio bem sendo queo sr Jesus perguntou p/ pedro"tu me amas? e dando a resposta certa dizendo pastorea e cuida da minhas ovelhas e o ap. paulo ensina que o amor nao busca seus proprios interesses 1cor13 deus continue te abençoando!

    ResponderExcluir